Finalmente temos em mãos o Xiaomi Redmi Note 11S. Ele foi lançado lá no começo do ano, junto do Note 11 e Note 11 Pro. Essa linha Redmi é formada pelos celulares de entrada da Xiaomi, os mais baratos da marca. Mesmo assim, apesar do preço baixo, eles sempre se deram bem aqui nos nossos testes, como o Note 11, que ficou em segundo lugar no ranking do nosso teste de bateria.

A realidade é que todo mundo quer um celular bom, que dê conta de fazer tudo, jogar, tirar boas fotos e é claro, navegar sem travamentos. Mas será que é possível ter tudo isso num celular que custa menos de 1500 reais?

Xiaomi Redmi Note 11s Review

Design e construção

É um smartphone com display AMOLED, 6 a 8GB de memória RAM, 128GB de armazenamento, processador Mediatek e um grande módulo de câmeras traseiras.

Redmi Note 11S
Redmi Note 11S
  • Sistema operacional: MIUI 13 e Android 11
  • Processador: Mediatek Helio G96 (12 nm)
  • Memória RAM: 6 GB e 8 GB
  • Armazenamento Interno: 128 GB e UFS 2.2
  • Tela - Tipo: AMOLED
  • Tela - Tamanho: 6.43
  • Tela - Resolução: 1080 x 2400
  • Tela - Frequência: 90Hz
  • Câmera principal: 108 MP, f/1.9, 26mm (wide), 1/1.52 e PDAF
  • Câmera Frontal: 16 MP, f/2.4, (wide)
  • Bateria: 5000 mAh
  • Carregador: Power Delivery 3.0, Quick Charge 3 e 33W

Xiaomi Redmi Note 11S - Veja aqui a ficha técnica completa

De aparência, o Note 11S não inova. O aparelho possui um design bem simples - segue os padrões de outros celulares que também foram lançados este ano.

Ele tem os cantos quadrados, o que até deixa o celular com uma aparência de ser um aparelho mais caro do que realmente é, mas essa sensação vai embora quando você o pega na mão. É inteiramente feito de plástico, o que era de se esperar para um smartphone Android de entrada.

Na lateral temos dois botões: um de aumentar e diminuir volume e outro de liga/desliga, que também funciona como o leitor de impressão digital.

Botões laterais
Botões laterais

Na tela a gente tem uma película de vidro pré-aplicada na fábrica. Eu tive a proeza de arranhar ela logo na primeira semana de uso, não sei se isso é mérito meu ou dá película. O celular também acompanha uma capinha comum de silicone e um carregador na caixa. Tudo normal até aqui. O Note 11S possui certificação IP53, que garante proteção contra poeira e respingos d’água.

Parte inferior do celular
Parte inferior do celular

Visualmente, a única forma de diferenciar o 11S do Note 11é aqui atrás, no módulo de câmeras. O do 11S é maior e fica saltado para fora, em relevo.

Redmi Note 11s
Redmi Note 11s

Tela

A tela do Note 11S é idêntica ao do Note 11: É um painel AMOLED de 6,43 polegadas de tamanho, resolução FULL HD e 90 Hz de taxa de atualização. É uma densidade de aproximadamente 409 pixels por polegada, o que é bom.

Tela
Redmi Note 11S Tela
Algo que me surpreendeu aqui na tela foi o brilho. Com 700 nits, mesmo que o sol bata direto na tela, a gente ainda consegue usar o celular e até lêr mensagens. Show de bola.

Câmeras

Em câmeras o Note 11S tem um conjunto de quatro sensores na traseira e um na frontal. O principal é traseiro, de 108 MP wide. No mesmo conjunto temos um sensor ultrawide de 8 MP, um macro de 2 MP e um sensor de profundidade, também com 2 MP.

Já na parte da frente, temos uma câmera de selfie com 16 MP de resolução.

Infelizmente só podemos gravar vídeos em FULL HD e 30 frames. Ao meu ver, um grande vacilo da Xiaomi.

Redmi Note 11S Câmeras
Redmi Note 11S Câmeras

As fotos da câmera principal até que me surpreenderam, são bem boas. Melhores que as do Note 11. Entretanto, o modo automático as deixa com excesso de exposição em diversos momentos, então as vezes pode ser bom você regular manualmente no slider.

Macro

Não pense que você irá tirar fotos macros incríveis com esse celular. Com um sensor de apenas 2MP, as fotos acabam saindo bem desfocadas, mesmo em ambientes com bastante luz, o que é bem comum para celulares nessa faixa de preço.

Abelha polinizando um pé de caqui.
Stick de memória RAM.
Tesoura da Patrulha Canina!
Ponta da caneta.
Flores.

Fotos Noturnas

Nas fotos noturnas é onde notamos uma enorme perda em qualidade em relação as fotos tiradas de dia. O celular não consegue balancear luzes brilhantes com o ambiente escuro, então fotos na cidade à noite acabam lotadas de ruído.

Selfie

Nas selfies ele não chega a ser melhor que o Note 11. Mesmo assim, não são fotos ruins - seguem o padrão de outros aparelhos de entrada e intermediários.

No modo retrato em selfie, podemos notar que parte do cabelo acaba saindo de foco junto com o fundo, então isso é algo que a Xiaomi ainda precisa melhorar.

Performance

Temos um processador Mediatek G96, octa-core. Vale ressaltar que o nosso modelo é um dos 11S mais baratos, com 64GB de armazenamento e 6GB de memória. O modelo mais caro tem 128GB de armazenamento e 8GB de memória RAM, e é esse que eu recomendo que você compre: 64GB de armazenamento enche rápido com os aplicativos pesados de hoje em dia, faça um favor a sí mesmo e leve o de 128GB.

Rodamos o 11S na nossa bateria de testes, como de costume. No AnTuTu benchmark ele fez 303 mil pontos, cerca de 50 mil pontos a mais que o Note 11, nada mal.

#CelularesPontuaçãoVar. Temp.Preço
Motorola Edge 30 Ultra1.020.03317ºCR$ 5.299,90
ASUS Zenfone 91.007.16419ºCR$ 4.099,00
Samsung Galaxy Z Fold 4982.5199ºCR$ 8.998,00
Motorola Edge 30 Pro858.17422°CR$ 4.481,00
Samsung Galaxy S22 Plus818.36311°CR$ 4.318,10
33°Xiaomi Redmi Note 11S303.02318ºCR$ 1.547,00

Já no app Geekbench ele atingiu 527 pontos em singlecore e 1866 em multicore.

#CelularesSingle CoreMulti CoreSomaVar. Temp
ASUS Zenfone 91.3234.0355.35819ºC
Samsung Galaxy Z Fold 41.3143.4534.76714ºC
Motorola Edge 30 Ultra1.3104.0005.31015ºC
Samsung Galaxy S221.2553.4184.67314ºC
Motorola Edge 30 Pro1.1513.3364.48723°C
26°Xiaomi Redmi Note 11S5271.8662.39318ºC

No teste CPU Throttling o celular é estressado ao máximo durante o período de 15 minutos, assim podemos medir o quanto de performance ele perde quando esquenta. Aqui o Note 11S atingiu a média de 161 mil pontos, máxima de 167 mil e mínima de 120 mil. Isso significa que quando o celular fica muito quente, ele funciona em 82% de sua potência máxima, o que é um resultado bem comum.

#CelularesMáximoMédiaMínimoVar. TempPreço
ASUS Zenfone 9348.320307.569252.74419ºCR$ 4.099,00
Xiaomi POCO X4 GT301.485283.403254.92712ºCR$ 2.497,00
Samsung Galaxy Z Fold 4318.704277.786233.55814ºCR$ 8.998,00
Samsung Galaxy S22 Ultra284.469261.142219.04118°CR$ 5.990,00
Samsung Galaxy S22 Plus291.283253.998223.70516°CR$ 4.318,10
26°Xiaomi Redmi Note 11S167.495161.465120.93118ºCR$ 1.547,00

E nos jogos? Dá para jogar com esse celular? Com os gráficos no baixo, dá sim.

No COD Mobile o Note 11S pegou 40 frames de média, com estabilidade em 99%, o que é um ótimo resultado. Já no Genshin Impact ele ficou com 32 frames, também com os gráficos no mínimo. No Asphalt 9 ficou com a framerate travada em 30 frames, o que já era de se esperar, mas a estabilidade foi boa.

No geral, o Note 11S é um bom celular barato para jogar, no momento ocupa o segundo lugar no nosso ranking de celulares de entrada, perdendo só para o Poco M5.

Se você quiser ver mais sobre como o Note 11S se sai em diversos jogos, não deixe de conferir o nosso Roda Liso dele, o editor vai colocar aí no card e também na descrição.

Bateria

Todos os celulares que testamos aqui no Oficina da Net passam pelo nosso teste de bateria. Aqui, replicamos com consistência os movimentos e ações do usuário, navegando em redes sociais, assistindo vídeos no YouTube, usando a câmera, durante um período de 7 horas. Depois disso, estressamos o aparelho ao máximo por 45 minutos.

E como se saiu o Note 11S nessa bateria de testes? No final de tudo, ficou com 16% de bateria restante, ou seja, gastou 84% da carga durante o teste, ocupando o 9° lugar no nosso ranking, próximo a celulares como o Moto G9 Power e o Galaxy M53.

#CelularesCapac.Cons. (%)StandByCargaTela LigadaPreço
Samsung Galaxy M627.0006715:00h02:04h+7h45minR$ 2.486,00
Xiaomi Redmi Note 115.0007115:00h01:20h+7h45minR$ 1.190,00
Motorola Moto G825.0007115:00h01:10h+7h45minR$ 1.719,00
Motorola Moto G425.0007215:00h01:58h+7h45minR$ 1.389,00
Samsung Galaxy A53 5G5.0007315:00h02:00h+7h45minR$ 1.979,10
Realme 95.0007515:00h02:25h+7h45minR$ 1.559,00
Motorola Moto G525.0008115:00h01:10h+7h45minR$ 1.172,63
Samsung Galaxy M52 5G5.0008115:00h01:30h+7h45minR$ 3.149,10
Motorola Moto G9 Power6.0008315:00h04:04h+7h45minR$ 1.649,00
10°Motorola Edge 30 Ultra4.6108415:00h00:32h+7h45minR$ 5.299,90
11°Xiaomi Redmi Note 11S5.0008415:00h00:54h+7h45minR$ 1.547,00

É, a bateria de 5000mAh dele não dura tanto tempo quanto a do Redmi Note 11, que ocupa atualmente o nosso segundo lugar no ranking, mas mesmo assim, foi um ótimo resultado.

  • Resultado final: 7h45min de tela. Completou o ciclo.
  • Consumo: 84% da bateria;
  • Carregamento: 54 minutos.

O que importa é que durante a semana você não vai precisar ficar correndo atrás do carregador o tempo todo, aguenta facilmente mais de um dia de uso intenso. E quando for carregar, o carregador de 33W original do aparelho consegue encher toda a bateria dele, de 0 a 100%, em menos de uma hora.

Qual a diferença do Note 11 para o 11S?

Galera, sendo bem sincero, é praticamente o mesmo aparelho. O design é exatamente o mesmo, a tela é idêntica, FULL HD, AMOLED, 90 Hz, bateria de 5000mAh. O que muda é o processador e as câmeras: O Note 11 tem um processador Snapdragon 680, já o 11S conta com um Mediatek G96, um pouquinho superior. Outra diferença é a memória RAM - a versão mais básica do 11S tem 6 GB, já a mais básica do Note 11 tem 4 GB. Ou seja, o 11S apresenta um desempenho um pouco melhor, no geral. Mas essa diferença não é perceptível usando ele no dia-a-dia, e nos jogos, ele tiveram praticamente os mesmos resultados.

Já nas câmeras, ambos filmam em FULL HD, 30 frames. A Xiaomi perdeu a oportunidade de colocar o 11S para filmar em 4k, 60 FPS, justificaria a existência desse modelo aqui. Mesmo assim, não há como negar que o 11S tira fotos melhores com a câmera principal. Mas cabe a você decidir se essa diferença na qualidade das câmeras compensa o preço.

Se você vai jogar jogos pesados como Genshin Impact, ou se é daqueles que usa o celular para tudo e tem mil coisas abertas ao mesmo tempo, vale sim a pena investir no 11S. Mas se você é um usuário comum, talvez seja interessante economizar esse dinheiro e levar o 11 - eles são muito parecidos mesmo.

Vale a pena comprar o Redmi Note 11S?

Se vale ou não a pena comprar depende muito de por onde você compra. Se você, como a gente, opta por importar pelo Aliexpress, o preço com taxas fica lá pelos R$ 1350 reais, dependendo do ICMS do seu estado. Tem também a chance de você não ser taxado, mas com celulares isso é bem raro de acontecer - o pessoal da alfândega não está deixando passar celular sem taxa.

Redmi Note 11S
Redmi Note 11S

Quando eu comecei a fazer essa review, o Note 11S estava custando seus 2 mil reais à vista. Nesse preço, eu não recomendaria ele de jeito nenhum. Felizmente, o preço caiu bastante. Esses dias eu fiz um post anunciando uma promoção dele na Amazon por R$ 1450. Aí sim, a compra faz bem mais sentido!

Veredicto

Xiaomi Redmi Note 11S
7.7
Prós
  • Bateria muito boa;
  • Tela muito boa;
  • Preço no Brasil bem próximo de importado;
  • Câmera principal tira boas fotos;
Contras
  • Não filma em 60 FPS;

As câmeras são boas, a performance no dia-a-dia é excelente, roda os jogos relativamente bem, tem som estéreo e também entrada de fones, tela grande AMOLED com boa fluidez, bateria aguenta bastante tempo de uso e tem carregamento rápido - todas essas características tornam o Note 11S um ótimo celular para se utilizar diariamente, não tenha dúvidas disso.

  • Nota 7,0 para câmeras
  • Nota 9,5 para bateria
  • Nota 7,3 para performance
  • Nota 6,5 em design e construção
  • Nota 8 em tela.
  • Resultado geral Nota 7,7

A questão é que o Note 11 normal também é bom! Ok, as câmeras são um pouco piores, mas será que isso justifica a diferença de preço entre os dois? Aí é você quem decide. Eu só recomendaria o 11S se o preço desses dois estiverem bem próximos.